LIVRO RELIGIÃO, É PRECISO?: É PRECISO, RELIGIÃO… PDF Jeremias Torres

Publicidade Google

BAIXAR LIVRO ONLINE

Resumo

Diante da controvérsia, gerada em torno daquilo denominado ideias diferenciadas, é um verdadeiro tabu, ousar colocar em evidência, opiniões divergentes no que concerne a pensamentos sobre religião, (mesmo) ciência, preferência política ou etc. Há ainda a questão: escrever tudo aquilo que a sociedade gosta, massagear-lhe o ego, ser bem sucedido falando mentiras ou “colocar o dedo na ferida” e falar daquilo que tanto incomoda as pessoas em geral: a opinião própria sobre tema controverso?! Além do mais, toda vez que algo voltado para religiosidade é escrito ou debatido, gera de imediato o inevitável preconceito nascido do desconforto gerado a partir do instante que se tem a coragem de expressar o que se pensa, sem medo de retaliações. A quantidade de candidatos a “cordeiro” para abate, aumentou bastante nas últimas décadas. Ou seja, àqueles que franca e deliberadamente, se entregam ao carrasco para serem imolados. Não por serem “puros de coração”, como significaria o sacrifício do ser irracional para ser morto, mas, pela submissão e incapacidade de dizer não. Apesar do avanço dos “pastores”, apesar dessa classe de pessoas, em conivência com a sociedade, autoridades, poderes públicos e etc., terem invadido sistematicamente, canais de televisões pagas e as outras, a igreja, apesar do conjunto da “obra”, inclusive, às Guerras Santas, a “Santa Inquisição”, a essas, some-se as mais recentes denúncias de perversão sexual em seu âmago, praticado por seus membros, a Igreja Católica, continua com força total. Determinando quem deve e quem não deve ser santo. Novamente, cabe a observação de JEREMIAS (em Os Falsos Cristos e os Falsos Profetas) quando pergunta quem mandou? Quem os enviou? “Dizem dos que de mim blasfemam: não virá mal algum sobre vós!’ ‘e àqueles que andam na corrupção de seus corações: ‘não recairá nenhum mal…’’mas, qual deles ouvira o conselho do senhor?”(…) Com similar postura, a Igreja se coloca em posição similar, aos completos ateus e materialistas. Aqueles, não aceitando nada e desacreditando em tudo, alegam nada temer. E eles, “donos da verdade”, fazem tudo, sem imaginar as implicações que vão ter. Completa ignorância de ambas as partes. Cedo ou tarde (daqui a algumas centenas de anos), compreender-se-á, quão importante é o respeito ao semelhante e quão insignificante são as fórmulas, dogmas, roupas, amuletos, exorcismos, etc., praticados por pessoas, completamente despreparadas para fazer o simples e aquilo pela qual o homem existe: amar ao próximo como a si mesmo e a Deus acima de todas as coisas! (…) Obviamente, observando-se o desempenho e a qualidade dos pastores, os chamados apóstolos e todo o legado deixado pela santa igreja católica, desde alguns séculos até hoje, a resposta imediata de grande parte das pessoas, a este quesito é, sem pestanejar: NÃO! Não! Não é preciso religião, existe, então, a necessidade de uma breve explicação sobre o tema.É preciso distinguir religião de religiosos e devolver à palavra a verdadeira acepção do significado de seu termo, que é RELIGAR, diferente do significado teológico, IMPOSTO por interesses econômicos que ainda exigiam serem os portadores exclusivos do saber, através da manipulação da frase em seu benefício: “fora da igreja não há salvação!”Atitudes distorcidas individualmente falando, confundiu-se com todo o conjunto da obra, causando em algumas pessoas, aversão total ao termo RELIGIÃO. Ninguém nesse mundo tem a posse exclusiva da verdade, nem qualquer dos religiosos, nem os pastores e nem o Papa, muito menos os bispos ou os franciscanos.Embora todo o embate é justamente esse, possuir, deter e manipular as pessoas, através de conceitos pessoais que DEVEM ser aceitos sem serem questionados, e isso causa, em alguns, ódio, indiferença, rancor e é claro, Ateísmo! (…)
Publicidade Google




Baixe ebooks grátis 

.

3.906 Ebooks Grátis na Amazon 

Falando sobre Direitos Autorais .